Postado por : ShadowZ Feb 9, 2018

O Bosque Petalburg


Camila passava com certa dificuldade entre os arbustos da mata fechada do Bosque de Petalburg. As plantas ao serem mexidas transmitiam para suas roupas a poeira da estrada de terra que grudava nelas. Já esteve em situação parecida quando tinha que caminhar pela Floresta de Viridian, mas ainda assim não deixava de ser irritante. Aos poucos já perdia a paciência.

O bosque dividia em duas a rota 104, responsável por ligar diretamente a cidade de Petalburg, que dava nome à mata, à Rustboro, capital e maior metrópole da região de Hoenn. Era nada menos que uma muralha de árvores que ficavam tão próximas umas das outras que a luz do sol mal tocava o chão dentro do território. Uma floresta densa, e com caminhos confusos que fariam qualquer treinador inexperiente se perder.

A menina caminhava a passos largos. Queria sair dali o mais rápido possível. Apesar de já não ser mais uma iniciante, não queria se dar o luxo de vagar por muito tempo naquele lugar, correndo o risco de se perder em uma área desconhecida, e que poderia abrigar alguns perigos como plantas venenosas e Pokémons selvagens de comportamento mais ríspido.

— Que droga! Desse jeito não vou chegar ao outro lado nunca! — resmungava enquanto revirava um mapa da região. — E essa porcaria não me mostra nenhuma trilha ou saída próxima! Eu vim enfrentar a Batalha da Fronteira e vou morrer antes de chegar à primeira arena! Daqui a 3 meses as autoridades vão encontrar um corpo em decomposição, e a autópsia vai mostrar que pertencia a uma garota burra cujo senso de localização é digno de pena! 

Visivelmente estressada, ela voltou sua visão para cima, tentando olhar por entre as copas das árvores. 

— OH, MÃE NATUREZA, ESPÍRITOS DA FLORESTA, CELEBI, QUEM QUER QUE SEJA! ME MATEM LOGO PRA ME LIVRAR DESSE PURGATÓRIO VERDE! 

Continuava andando, parecia completamente sem rumo e sem saber o que fazer. O tempo passava cada vez mais devagar, como se ela ficasse presa naquele momento, sem nenhuma perspectiva de mudar a situação. Foi então que escutou os arbustos se mexendo atrás de si, e então virou-se para verificar o que estava a espreita. Viu então que era um pequeno Zigzagoon que corria assustado.

Camila pensou por alguns instantes, até que resolveu averiguar o que estava acontecendo na direção oposta.

— Se eu continuar aqui, não vou conseguir encontrar a saída do bosque. Pode ser que lá eu consiga alguma pista de como ir embora daqui...

Assim que tirou as folhagens de frente de sua visão percebeu que um confronto estava ocorrendo logo em sua frente. Uma menina comandava um pequeno Torchic contra um Shroomish. Ela tinha dificuldade para alinhar-se ao seu parceiro, mas tentava de todas as formas possíveis colocar suas estratégias em prática. A resistência partia justamente da pequena criatura de fogo, que parecia não querer batalhar ou seguir as ordens, e isso tornava difícil uma batalha onde ele supostamente teria vantagem sobre o tipo de seu adversário.

Camila então posicionou-se atrás de uma árvore para não atrapalhar a treinadora e ficou observando o desfecho daquele confronto atentamente. Ela finalmente tinha a oportunidade de descobrir como era o estilo de batalha utilizado em Hoenn.

• • •

Um rapaz calmamente observava a cidade de Rustboro pela janela de uma das salas da Corporação Devon. Apesar de ser jovem, já era considerado uma figura importante na multinacional. Não por ser o filho do presidente e fundador, mas por realmente ter mostrado seu valor através de seus projetos. Começou de baixo, como qualquer outro, e conseguiu subir os degraus sem precisar se colocar na sombra de seu pai. Seus cabelos eram de cor azulada, coincidindo com a dos seus olhos estáticos, que pareciam admirar a gigante paisagem de concreto, mas que hora ou outra se perdiam em pensamentos dos mais variados tipos. 

Acima da mesa uma carta escrita a mão, com letras quase desenhadas e um papel elegante. Parecia um convite de casamento, mas na verdade era apenas uma carta comum enviada por alguém próximo. Toda vez que o jovem observava a carta um sorriso sereno se abria em seu rosto, mas por um momento seus devaneios foram interrompidos por uma breve batida na porta do escritório. 

— Senhor Steven, ela chegou — disse a recepcionista do andar, após abrir a porta e colocar apenas sua cabeça para dentro da sala. — Posso mandá-la entrar? 

— Sim Alice, por favor. 

Pela porta passou uma mulher de aparentemente trinta anos de idade, vestida de maneira elegante e com um olhar sereno. Sua expressão era séria, mas não de uma maneira intimidadora. Pelo contrário, era o tipo de pessoa que, apesar da pouca idade, passava uma sensação de sabedoria imensa. 

— Cada vez mais me impressiono com sua pontualidade, Roxanne. Nem um minuto a mais, nem um minuto a menos. 

— Acredito que pontualidade não deveria ser vista como uma virtude, mas sim como uma prática comum. Bem, antes de começarmos eu gostaria de parabenizá-lo pela conquista da Liga Pokémon. Vejo que se esforçou muito, e não é mais aquele garoto imaturo que eu enfrentei há exatamente um ano. 

— Obrigado. Muito dessa conquista eu devo ao que aprendi com você e os outros líderes. 

— E então? Quando você vai enfrentar a Elite? 

— Não faço ideia. Ainda estou aguardando o convite deles. Mas tudo indica que será em breve, visto que os ginásios já estão abrindo para receber os desafiantes da nova temporada. 

— Nem me fale — Roxanne soltou um suspiro. — Fico imaginando que tipo de talentos eu poderei presenciar este ano. 

— Tenho certeza que você vai encontrar algum desafiante interessante cedo ou tarde. Então, por que não se senta? 

Assim que a moça sentou-se em uma das cadeiras, Steven prontamente serviu um pouco do café que havia na sala. O rapaz era realmente bem receptivo, e apesar do sucesso prematuro não deixava de ter uma personalidade modesta. Roxanne compreendia muito bem aquilo, já que também vinha de uma família sem muitos luxos e conseguiu conquistar seu espaço com o próprio esforço. 

— Por que me chamou aqui? 

Steven então sentou-se recostado em sua cadeira e com os braços cruzados. Sua expressão agora era de alguém intrigado, o que despertou a curiosidade de Roxanne. Não era qualquer coisa que conseguia deixar o jovem executivo tão pensativo. 

— Você certamente está ciente do tremor que foi sentido nos arredores do Monte Chimney, estou certo? 

— Sim, e devo dizer que foi muito estranho. O Departamento de Geologia da cidade não detectou nenhuma movimentação nas placas tectônicas que abrisse precedentes para um terremoto ou mesmo para uma erupção vulcânica. 

— Está pensando o mesmo que eu? 

Roxanne bebeu um gole do café e calmamente colocou a xícara sobre a pequena mesa de canto que estava próxima. 

— Alguém está metendo o nariz onde não deve. 

— Exatamente. Por isso estou formando uma força-tarefa de especialistas para fazer uma rápida investigação no Monte Chimney. Desde geólogos a sismólogos, eu estou reunindo pessoas de conhecimentos notáveis, e por isso estou convidando você a liderar essa expedição. 

A mulher se assustou com o convite inesperado, ainda mais pelo fato de que o próprio Steven poderia exercer aquela tarefa facilmente. Os dois praticamente se igualavam em intelecto, e por isso na visão de Roxanne ela não seria necessária. Prevendo os questionamentos de sua convidada, o rapaz se prontificou a explicar a situação. 

— Como eu disse antes, estou na iminência de receber a chamada da Elite para o desafio final, e ao mesmo tempo estou atolado de serviços por conta de um projeto em desenvolvimento aqui na empresa, o qual estou chefiando. Acredito que você tem um faro muito melhor para coletar informações, e consegue identificar detalhes que eu não seria capaz. 

Roxanne queria aceitar o convite, mas assim como Steven ela possuía suas responsabilidades. Ela tentava visualizar seu calendário para encontrar alguma brecha, mas aparentemente os próximos dias seriam bem cheios. 

— Não posso largar a Academia. No momento lido com mais de uma turma, e isso sem contar que amanhã estou reabrindo o ginásio e já tenho um desafiante com hora marcada. Vai ser complicado. 

— Realmente acabei não pensando no seu lado. Peço desculpas. 

— Acho que ainda devo levar um mês até conseguir abrir espaço na minha rotina. 

— Para mim é mais que o suficiente. A equipe está em fase de organização. No momento estou escolhendo os membros ainda, e só depois pretendo traçar os planos de pesquisa para que possamos continuar com os estudos. Não se sinta pressionada, este é apenas um convite. A decisão é sua. 

Era difícil dizer não para alguém com uma aura tão serena. Roxanne observava o seu café fazendo pequenas ondas com o movimento da xícara, e aos poucos se deixava ser convencida por Steven. De certa forma já era uma vontade dela, visto que sua fixação por estudos era implacável. Mas sabia de suas responsabilidades, e por isso quando ouviu de seu conhecido que nada daquilo iria impactar seu dever como professora ou líder de ginásio ela se sentiu muito mais confiante para aceitar a oferta. 

— Tudo bem, nesse caso eu aceito o convite. Nessas próximas semanas será um pouco complicado para eu dar atenção às informações que você vai me mandar, mas farei o possível para conciliar tudo. 

— Fico muito feliz em ouvir isso, Roxanne — Steven se levantou de sua cadeira e prontamente cumprimentou a líder com um aperto de mão. — Sua ajuda realmente será preciosa nesses estudos. 

A líder então se despediu, e Steven sentou-se de novo. Satisfeito, colocou para si próprio mais uma xícara de café, e calmamente começou a olhar a papelada da empresa. Ao abrir a gaveta para pegar uma caneta, notou que havia correspondência dentro dela. Revirando as cartas pouco a pouco, se interessou logo por uma escrita em um papel preto e com letras brancas. O selo estampado na mesma de alguma forma lhe parecia familiar também. E foi então que ele se deu conta do que era, antes mesmo de verificar seu conteúdo. 

— Então já está na hora...

• • •

A Pokéball que antes oscilava de um lado para o outro finalmente havia cessado, sinal de que a tentativa foi bem sucedida. Sapphire caminhou até o dispositivo e o pegou do chão, mostrando um sorriso de satisfação com a sua primeira captura. Ruby observava curioso a cena, imaginando que tipo de reação poderia esperar daquele Shroomish quando saísse pela primeira vez. Tinha suas dúvidas se mostraria obediência, ainda mais depois da batalha que havia acabado de acontecer.

— Não acha que esse bicho pode acabar nos atacando quando sair da Pokéball?

— Uma hora vai ter que acontecer, e quanto mais cedo melhor — respondeu a menina. — Mas o importante mesmo é que já tenho mais um membro para a minha equipe, e como ouvi dizer que o ginásio de Rustboro se especializa no tipo pedra, um tipo planta será muito bem vindo.

— Sim, mas não pense que apenas a vantagem de tipos vai garantir a sua vitória contra um líder de ginásio — disse uma garota que repentinamente apareceu de trás das árvores. — Eles quase sempre possuem mecanismos para lidar com essas desvantagens, então se você não se cuidar vai acabar sendo derrotada do mesmo jeito.

Sapphire e Ruby trocaram olhares rapidamente, sem compreender o motivo pelo qual uma desconhecida chegou puxando conversa com eles no meio do bosque. Então, sem querer parecer mal educados, eles resolveram dar ideia à ela.

— Você é uma treinadora também? — Sapphire perguntou.

— Sim, mas não tenho intenção de competir na Liga. Estou aqui por causa da Batalha da Fronteira. Meu nome é Camila, e vim de Vermilion, região de Kanto.

Sapphire disfarçadamente olhou para Ruby, e cochichou no ouvido do amigo.

— Aí, é gringa igual a você... — disse, com um sorriso debochado.

— Cala a boca — Ruby resmungou de volta.

Mal terminaram de se falar e Camila já tomou as rédeas da conversa novamente.

— Gostei de vocês! Vou acompanhá-los.

— Assim, do nada? — questionou Ruby, meio desconfiado.

— Não. Na verdade estou perdida há horas aqui no bosque, e preciso de alguém que me tire daqui — Camila estava ajoelhada segurando as mãos de Ruby em pose de quem implorava por ajuda. — Você é o meu salvador? Mostre-me o caminho, mestre!

Ruby então chegou perto de Sapphire e cochichou no ouvido dela.

— É doida de pedra, igual a você...

— Agora é a minha vez de te mandar calar a boca?

Os três então passaram a andar juntos, o que trazia alívio a Camila, que finalmente encontraria a saída daquele bosque confuso. Ela misturava os mais variados assuntos, simplesmente não parava de falar. Sapphire e Ruby não conseguiam dizer nada com ela atropelando as próprias palavras, mas por incrível que pareça não se sentiam irritados com aquilo.

— Ela é bem comunicativa, não é mesmo? — indagou Sapphire, tendo logo em seguida uma resposta do garoto.

— As pessoas em Kanto costumam ser bem animadas. Deve ser coisa das cidades grandes. Em Johto as pessoas são mais calmas, já que é uma região praticamente toda rural.

Aos poucos a barreira de árvores começava a se abrir, e os antes raros raios de sol já começavam a aparecer com mais frequência, iluminando o caminho e ao mesmo tempo indicando a saída do bosque. Sapphire comemorava sua primeira captura como uma criança que acabou de ganhar um presente de Natal, enquanto Camila só agradecia por poder ver a luz do dia novamente. Ruby apenas ria com as reações das duas garotas, tentando entender como uma podia ter tanta energia e por que a outra fazia tanto drama.

Finalmente chegaram ao outro lado da Rota 104, e da saída do bosque já era possível ver alguns arranha-céus se erguendo no horizonte. Era um sinal de que o destino dos três estava próximo. Se apertassem mais um pouco os passos, poderiam chegar a Rustboro antes do anoitecer. Porém Sapphire não tinha pressa nenhuma em chegar logo. Ela então propôs que juntos acampassem na estrada naquela noite e Camila aceitou a sugestão, para completo desespero de Ruby.

Aproveitaram o que restava de luz do dia para procurar por árvores frutíferas, de onde tiraram algumas berries para não passarem fome durante a noite. Ao escurecer, a rota era tomada por uma brisa fresca, típica das noites de verão tão comuns em Hoenn. O luar iluminava a superfície do grande lago ali presente, e na ponte que ligava a estrada de terra ao outro lado era possível ver pessoas sentadas vislumbrando a vista, desde outros viajantes até casais de namorados, outra prova de que a cidade já não estava mais tão distante.

Resolveram acender uma fogueira. Não por causa de frio, já que era uma noite agradável, mas sim para sentarem-se ao redor dela e conversarem até que o sono chegasse.

Camila contava suas experiências como treinadora quando ainda estava em Kanto, mostrando que ela já era um pouco mais experiente do que aparentava, e os três compartilhavam seus sonhos para o futuro. A morena então se levantou, chamando a atenção de Ruby e Sapphire, e fez um pedido.

— Se não for incômodo, eu gostaria de acompanhar vocês daqui pra frente. Sinto que vou ver muitas coisas interessantes se seguirmos viagem juntos.

— Por mim tudo bem — respondeu Ruby. — Mas será que não vai atrapalhar o seu caminho? Você disse mais cedo que veio para enfrentar a Batalha da Fronteira, e as instalações deles têm locais muito particulares. Pode acabar não batendo com o nosso caminho.

— Eu dou meu jeito. Se consegui sair viva daquele bosque maldito, é porque eu tenho a sorte ao meu lado!

— Na verdade fomos nós que tiramos você de lá, esqueceu? — disse Sapphire, segurando o riso.

— Exatamente! Vocês dois são meus amuletos da sorte! — Camila agarrou cada um com um braço e os trouxe para junto de si. — Por isso não vou largar de vocês até que me transformem na Rainha do Universo! Eu vou governar essa bagaça toda!

— Eu tento imaginar que tipo de universo seria, mas sinceramente tenho medo... — sussurrou Ruby.

Ao fim de toda aquela conversa, os jovens viajantes apagaram a fogueira e então se puseram a dormir. O dia seguinte reservaria para todos eles uma nova experiência. Rustboro, a grande metrópole e capital da região de Hoenn, os aguardava. E com ela o primeiro grande desafio de Sapphire.

FIM DO CAPÍTULO 6


  

{ 12 comments... read them below or Comment }

  1. Yo, Shadow!

    Depois de muita expectativa, finalmente temos a grande aparição triunfal da Camila! E o melhor de tudo, sem enrolações, como é da cara dela. Agora o trio está completo e eu estou maluco pra ver as mais diversas situações que ele vai me proporcionar.

    Estamos chegando em Rustboro, e lá aguarda o primeiro desafio de Ginásio da Sapphire. Falando nele, parece que a união entre Steven e Roxanne vai vir pra abalar, né? Mesmo que a Equipe Magma já tenha mostrado que não tá pra brincadeira, eu sempre sou #TeamMocinhos, aí junta esses dois (que são meus personagens favoritos de Hoenn) e pronto, aí não resta dúvidas pra mim sobre pra quem torcer.

    Fico ansioso pros próximos acontecimentos em Hoenn! E estou mais feliz ainda que o próximo capítulo já está bem próximo de ser publicado! Haja ansiedade!


    Arrasou mais uma vez!

    See ya!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fala, chefe!

      Faz tanto tempo que não posto que a gente até esquece que a Camila já apareceu antes, mas de fato esse foi o momento do encontro dela com a nossa dupla que já estava formada desde o segundo capítulo. A Camila é tão imprevisível que nem mesmo eu sei o que ela vai ser capaz de fazer daqui pra frente. E mesmo que eu soubesse, são coisas que só te contando você não acreditaria. É a nossa Rainha da Fronteira, afinal.

      Rustboro é logo ali, e eu estou me esforçando para poder trazer uma boa batalha de ginásio para ser um bom primeiro desafio. O capítulo já está quase pronto, falando nisso, estou no round final já. Roxanne e Steven, além de serem personagens importantes, são bem parecidos. Acho que essa junção dos dois vai render coisas interessantes futuramente. É bom a Team Magma e a Team Aqua ficarem atentos se não quiserem ser surpreendidos.

      Mais uma vez fico feliz que tenha gostado. O próximo capítulo já sai na semana que vem, então não vai demorar muito até você poder matar um pouco da curiosidade.

      Valeu pelo apoio, a gente se fala! õ7

      Delete
  2. Camila quer ser a rainha do universo, mas não consegue passar o bosque de Petalburg, sorte dela não ter que passar pela Victory Road

    E quem disse que não tem Battle Frotier em Hoenn? Acho que é algo bem interessante de se trabalhar, eu acho que eu me interesso mais nas lutas da Camila do que da Sapphire

    '' — Aí, é gringa igual a você... — disse, com um sorriso debochado. ''

    Sapphire D. Trump, futura Presidente dos Estados Unidos de Hoenn, certeza

    E aqui vemos a Roxanne, uma personagem não tão importante nos jogos, ganhar um enorme papel na fic, essa missão do Steven vai ser algo bem interessante no futuro, mas antes ela irá ter que dar uma aula para a Sapphire de como é um ginásio


    ReplyDelete
    Replies
    1. Camila quer ser a Rainha do Universo, e a primeira coisa que ela vai precisar pra isso é uma bússola. É verdade, os não-competidores poderão chegar a Evergrande sem passar por dificuldades. Sapphire que vai ter que dar o jeito dela sozinha. Ela mal consegue botar moral em um Torchic, imagina quando começar a aparecer os Aggrons de 300 metros de altura na frente dela. Coitada...

      Avisa lá que Hoenn tem Battle Frontier sim! É realmente um desafio mais complicado que os ginásios, já que os Frontier Brains são treinadores considerados do nível de Elite. Espero poder fazer boas batalhas para honrar a Camila, que é uma personagem que eu gosto bastante.

      Sapphire vai construir um muro em volta de toda Hoenn para conter a entrada desses forasteiros. Quem viver verá. Mentira, ela não vai fazer isso, porque Hoenn precisa de turismo para movimentar sua economia.

      Não só a Roxanne, mas todos os líderes deveriam ter uma importância maior do que ser um simples obstáculo pros treinadores em jornada. Eu não sei se vou conseguir dar a todos eles a atenção que merecem, mas certamente cada ginásio reservará uma boa lição para a Sapphire evoluir como treinadora. Um ensinamento que ela vai levar para o resto da aventura. No capítulo 8 já teremos um exemplo disso.

      Obrigado pela presença e pelo comentário, Donnel! Até breve! ̶O̶u̶ ̶d̶a̶q̶u̶i̶ ̶a̶ ̶1̶0̶ ̶m̶i̶n̶u̶t̶o̶s̶ ̶n̶o̶ ̶D̶i̶s̶c̶o̶r̶d̶

      Delete
  3. Olá Sigert! Aqui é o Dark Zoroark!
    Como estou sem computador no momento, fiquei com preguiça de logar, também não li o capítulo ainda, mas logo lerei e assim que estiver com o computador comentarei de novo, pois gosto de fazer comentários grandes e não gosto de digitar no celular.
    Só resolvi passar aqui para te parabenizar por ter lançado o novo capítulo na data que prometeu! Afinal eu fiquei te zuando com o hiato e como você cumpriu sua promesa, eu me sentiria mal por não aparecer para comentar no dia. De qualquer forma, assim que estiver com computador comentarei de verdade sobre o capítulo!
    Tudo de melhor e até mais!

    ReplyDelete
    Replies
    1. E aí Zoroark!

      Somos dois! Também não gosto nem um pouco de ficar digitando no celular. Acho que sou antiquado, porque não curto usar o celular pra nada que não seja... Ligar.

      Não duvide! Eu prometi, disse que você podia me cobrar se eu furasse, e aí está! Rapaz, eu prometo quando sei que dá pra cumprir. Mas brincadeiras a parte, eu não me importo com vocês fazendo brincadeiras sobre o hiato. Eu sei que é chato ficar esperando capítulos novos, ainda mais esses últimos, que tiveram intervalos de 9 meses a 1 ano entre si. Mas pelo menos agora eu trago a história de volta dando uma compensação a vocês, já que teremos capítulos na semana que vem (16/02) e na próxima (23/02). E se tudo der certo teremos mais um no dia 02/03. Fecharíamos praticamente um mês de conteúdo sendo postado por aqui. Acho que vocês merecem por toda a paciência que têm demonstrado.

      Quanto ao capítulo, não precisa ter pressa. Leia quando estiver de volta ao seu computador, se é a maneira como você prefere. Estarei esperando seu comentário novo.

      Abraços! õ/

      Delete
  4. Opa, companheiro Shadow está de volta! E pelo visto vai vir seguido por uma leva de capítulos e conteúdo kkk É sério cara, esse seu projeto de meta diária está funcionando bem e serve como uma baita inspiração, ainda estou enrolando para participar, mas do jeito que você está progredindo não vou querer ficar para trás.

    E Camila, seja bem vinda de volta! kkkkk Achei engraçado porque na velha Hoenn você não sabia ao certo o que fazer com ela, a Camila tinha aparecido só com o intuito de ser aquela terceira presença na equipe, mas agora ela com certeza sabe o que está fazendo na jornada. É como se víssemos o retorno de um velho conhecido kkkk Hoenn precisava desse sorriso radiante!

    Esse trechinho entre Rustboro e a floresta de Petalburg é muito nostálgico para mim, Ruby foi o primeiro jogo de Pokémon que joguei pra valer (na época de GSC eu tinha que usar o save da minha irmã ;-;), é ótimo vê-lo recebendo atenção. A pequena Shroomish será muito bem vinda! Ah, e obrigado por colocar dois de meus personagens numa mesma cena, Steven e Roxanne nunca foi bem um shipp, mas não posso dar as costas para meus tipos favoritos kkk Continue trabalhando com essa variedade de personagens e mostrando que eles estão aí para oferecer bem mais do que uma simples batalha de ginásio! \õ

    ReplyDelete
    Replies
    1. Seja bem vindo novamente, amigo das longínquas terras de Sellure, mas que ao mesmo tempo é um velho vizinho de Sinnoh.

      Sim, temos capítulos pra dar e vender nessas próximas semanas, e tudo por conta desse projeto de metas diárias. Isso tem realmente sido um divisor de águas para Hoenn, e no que depender de mim em breve trarei um post aqui explicando sobre isso. Assim quem acompanha o blog e também escreve pode tentar esse método para lidar com bloqueios criativos. Eu já estou de volta, o Dento também. Esperamos ver você de volta a ativa em breve. Bota a cabeça pra funcionar e mãos à obra!

      A Camila era uma criadora na história antiga, mas esse é um papel que não tem muita visibilidade do ponto de vista de competições, então no fim das contas ela acabou ficando apenas como fuga cômica e eu tive que afastá-la do núcleo principal para remodelar a equipe dela e assim torná-la competitiva. Agora estou com mais controle das pretensões dela desde o começo, então já posso começar a trabalhar esse time que vai dar o que falar! Mas mesmo estando mais forte, ela continua sendo a Camila de sempre!

      O Bosque Petalburg é chato como toda floresta, mas pelo menos é mais tranquilo que as demais que vemos em outras regiões. Por isso deu pra fazer uma passagem mais rápida. E ainda trouxe essa Shroomish para nós, o que vai ser um grande reforço no time da Sapphire.

      Com relação à dupla Roxanne e Steven, digamos que eles são conhecidos de longa data, até porque eles se enfrentaram no passado. Vamos ver como será a atuação da nossa querida dama de pedra nessa investigação.

      Delete
  5. Achou que eu ia ficar um ano sem comentar novamente?Se equivocou amante da Sexta Arte está começando mais um Choque de Comentários com os maiores nomes dos comentários alternativos(na verdade é so eu mesmo :v) e hoje o tema é: Personagens que já chegam roubando a cena,e justifique a razão de ter pensado na Camila

    Yo Shadow,tudo bom contigo?

    Piadas e referências de lado,meu amigo,a Camila chegou de mansinho e quando você percebe ela já é tão protagonista quanto Ruby e Sapphire,pode isso Arnaldo?

    Steven e Roxanne parecem que vão ser uma boa dupla no futuro(não shippei nada dessa vez :v kkk),principalmente que ela tem um cap só pra ela,será que teremos o lado gym leader,o lado professora,o lado pesquisadora do projeto,ou a vida pessoal dela, muitas possibilidades

    Sobre o que eu disse no capítulo passado do Ruby e da Sapphire não terem muito entrosamento,tudo o que eles precisam era de uma Camila falante e dramática pra acalmar o clima e deixa los confortáveis

    Eu entendo a Camila florestas são chatas nos jogos,são chatas na fic(pra quem tá la)já que ninguém merece ficar perdido no meio de uma floresta sendo atacado por sabe se lá o que,mas dessa vez foi meio exagerado por parte dela já que o bosque é bem de boas de passar e não é aquela coisa triste e demorada

    Primeira captura da Sapphire,essa já jogou antes,não é inocente e vai naquela de só vou pegar os mons que vão fazer parte do time,ela pega já pensando em vantagem no gym,só falta ela ter sei lá um rattata só pra TMs HUAHAUAHUAHA

    Também teve a carta que provavelmente deve ser da Liga,quem será que vai ser o campeão? Eu estava pensando com meus botões e como está a linha do tempo da Aliança tipo que história passa primeiro qual é no futuro? Alguém devia escrever o UA (Universo Aventuras) contando a linha do tempo da aliança e como as historias foram sendo alteradas pelos personagens( no futuro se tornará o UCA:Universo cinematográfico da Aliança)

    Tá chegando a primeira batalha de gym,será que a Sapphire vai perder que nem perdeu pro tailow?Acho que não, ela é meio inexperiente mas ela tem o Dan e o Toad(as referencias não acabam)e talvez o tailow vai que ele aparece né?

    Cara eu não sei se na cidade do Ruby todo mundo era calmo mas pelo que eu já vi em jotho ninguém é calmo não,galera derruba farol e não tá nem aí pra nada HUAHUAHUAH

    See Ya

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fala, grande Dark Grovyle!

      Pode sim, a regra é clara e a personagem que faz por merecer pode sim se tornar protagonista! A Camila não brinca em serviço. Chegou quietinha, só fazendo a parte dela, e na primeira oportunidade que teve de se tornar principal ela aproveitou. E dificilmente vai largar o osso! Ela tem sim seu papel de fuga cômica no trio — se bem que dividido com o Ruby e a Sapphire, pois cada um tem seus momentos de humor, mas ela ainda é a mestra nesse quesito —, mas também é uma personagem que vai evoluir muito no decorrer da história. Até porque o desafio que ela vai enfrentar é a Batalha da Fronteira, que não é qualquer ralé que consegue vencer.

      Também acho florestas chatas, e concordo com você na parte do Bosque Petalburg ser fácil de passar. Então faça as contas. Se ali a Camila já surtou daquele jeito, imagine na hora em que começarmos a explorar as cavernas de Hoenn. Haja Repel pra dar conta de tanto Zubat!

      A Sapphire já tem alguns conhecimentos básicos na área, já que ela fez muitas pesquisas pro Professor Birch, mas ainda falta muita coisa pra aprender. O ginásio de Rustboro vai tratar de mostrar isso a ela. E eu nem tinha parado pra pensar na possibilidade de usar um Rattata de HM slave. Só não vou anotar essa sugestão porque infelizmente não há Rattatas em Hoenn. Uma pena.

      Adivinhou certo! A carta é da Liga Pokémon, já chamando o Steven pra acertar as contas. Agora quem vai ser o Campeão eu não posso dizer. Eu já sei quem é, mas vocês terão que aguardar mais um pouquinho. ( ͡° ͜ʖ ͡°)

      Cara, a linha do tempo da Aliança é complexa demais. A gente vive se perdendo e precisamos várias vezes reorganizar os fatos porque eles não coincidiam com a timeline. O Dento já criou um documento com essa timeline, e você pode até pedir a ele já que você está no nosso Discord. Eu só não sei se ele vai te passar, porque lá tem uma tonelada de spoilers, então pode acabar colocando em risco a sua experiência como leitor kkkk

      Mas uma coisa a respeito disso que eu posso te dizer é que a AEH é baseada em ORAS, então os acontecimentos dela ocorrem seguindo o mesmo período de Kalos. Basicamente as duas estão andando juntas. Isso inclusive já responderia eventuais perguntas sobre Mega Evolução, né? Só ainda estou pensando em como vou trabalhá-las nesse novo modelo de batalhas...

      Essa batalha de ginásio promete. A Sapphire vai passar um perrengue nesse primeiro desafio, mas vai aprender bastante. O Dan e o Toad (cuja verdadeira identidade você vai descobrir no capítulo 8) terão participações importantes. Foi uma batalha que eu curti bastante escrever, então espero que goste do resultado final. Sobre o Taillow... Outro mistério.

      Johto mudou muito com o passar dos anos. Quando o Ruby saiu de lá as coisas já estavam mais pacíficas, sem maníacos drogando adolescentes com leite de Miltank adulterado, ou derrubando um farol, viajando no tempo e coisas do gênero. Foi só um período em que a região teve que lidar com um punhado de gente maluca, mas um dia a paz sempre chega kkkk

      Valeu pela presença, parceiro! Até breve! õ/

      Delete

- Copyright © 2013 Aventuras em Hoenn - ShadowZ - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -